Primeiramente, quem nunca desejou adotar mais um pet para fazer companhia ao outro que atire a primeira pedra. Este desejo é bastante comum, todavia é rapidamente descartado ao pensar na possibilidade do pet veterano rejeitar o novato.

Frequentemente esta situação é ainda mais crítica no caso dos gatos. Gatos são conhecidos por serem animais bastante territorialistas. Contudo, existem métodos para que a aproximação ocorra de forma agradável.

Afinal, por onde devo começar?

Antes de tudo, o primeiro passo é designar espaços e objetos para cada gato, como caixas de areia, comedouros e bebedouros. Dessa forma, não haverá o risco do pet veterano sentir que está “perdendo espaço” para o novato, ou seja, parte dos conflitos serão evitados de antemão.

Logo depois, o que devo fazer?

Constantemente, uma estratégia interessante é manter o gato novato em um cômodo separado que não seja muito frequentado pelo gato veterano. Sempre que possível, permita que eles realizem contato visual de forma segura. Com o passar dos dias, quando a presença um do outro estiver mais aceita, utilize petiscos ou alimentos para que o encontro dele seja associados a um momento bom.

Sobretudo, é importante que o momento de apresentação entre os dois gatos ocorra da forma mais natural possível. Lembre-se sempre de realizar o primeiro encontro em locais com rotas de fugas caso se sintam ameaçados. Nunca deixe os gatos em ambientes fechados na esperança de que se entendam naturalmente.

Durante o período de aproximação, é normal que os gatos arrepiem os pelos e mostrem os dentes um para o outro.  Não se assuste!

O que fazer em caso de brigas?

Esteja sempre preparado, pois brigas podem acontecer. Luvas de cozinha podem ser utilizadas para evitar arranhões caso seja necessário uma intervenção. Lembre-se sempre que é essencial que o momento do encontro seja o mais agradável possível para ambos os gatos. Portanto, evite brigar com eles caso as coisas não saiam como o planejado.

Busque um profissional capacitado que trabalhe com comportamento felino para ajudar caso esta dificuldade de aproximação persista.

Texto produzido pela Buddy Vet em parceria com a Livelong Brasil.
%d blogueiros gostam disto: